quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Siga o passo a passo da lavagem contra a caspa

Preste atenção nas etapas essenciais para controlar o problema

Lavar os cabelos não é só questão de higiene e de cuidados com a aparência dos fios. Para quem tem caspa, a hora da lavagem é essencial para tratar o problema. O menor deslize pode fazer a descamação do couro cabeludo, responsável pela caspa, piorar. "O xampu anti-caspa, por exemplo, deve agir por no mínimo dois minutos na cabeça para fazer efeito", explica o dermatologista Ademir Jr., especialista em saúde capilar, de São Paulo. A seguir, você confere as sete etapas primordiais para combater os pontinhos brancos.

Lavagens - Foto: Getty Images
 
 
Acerte o número das lavagens
De acordo com o dermatologista Ademir Jr., a frequência de lavagens (se todos os dias ou em dias alternados) vai depender da gravidade do problema, do tipo de xampu utilizado e do tipo de tratamento que está sendo seguido para combater a caspa. O que não vale é fugir do chuveiro por conta própria. Lave os cabelos sempre que sentir que eles estão sujos. Isso porque a oleosidade é capaz de agravar ainda mais a descamação do couro cabeludo.

Banho - Foto: Getty Images
Água morna ou fria
A temperatura da água em que os cabelos serão lavados também influenciará nos resultados do tratamento. Ajustar o chuveiro para temperaturas mais amenas (morna ou fria) evita que o couro cabeludo sofra uma perda excessiva de oleosidade - e o que fará o organismo reagir produzindo mais gordura no couro cabeludo. "Os banhos quentes estimulam a produção do sebo e pioram a descamação do couro cabeludo responsável pela caspa", explica a dermatologista Flávia Addor.  


Banho - Foto: Getty Images
 
 
Use um xampu adequado
"O xampu anti-caspa tem efeito redutor da descamação excessiva do couro-cabeludo, mas deverá permanecer na cabeça entre dois a cinco minutos para o tratamento ser eficaz", aponta o dermatologista Ademir Jr.. A aplicação deve ser feita no topo, seguida de movimentos em zig-zag, massageando com a ponta dos dedos (não esfregue com as unhas) para espalhar o produto no couro cabeludo. "Há casos, principalmente de cabelos mais oleosos, que necessitam de três ou quatro séries de lavagens. Em fios muito longos, é necessário cuidado para não deixar restos de sujeira no meio do comprimento", explica o cabeleireiro Gennaro Preite. 

Condicionador - Foto: Getty Images
Uso do condicionador
"O uso do condicionador está liberado nas lavagens, mas é super importante lembrar que o couro cabeludo deve ser preservado", explica a terapeuta capilar Sheila Belotti, do Rio de Janeiro. O excesso de creme na raiz dos fios colabora com o aumento da oleosidade e, como obstrui os poros capilares, aumenta a incidência de caspa.

Creme para pentear - Foto: Getty Images
 
 
Uso de máscara capilar ou leave-in
Outro fator importante é jamais aplicar máscaras capilares no couro cabeludo. Depois de finalizar a lavagem, em casos de cabelos ressecados e com muito volume, recomenda-se o uso de um leave-in (creme sem enxague) apenas no comprimento dos fios. 

Enxaguar os cabelos - Foto: Getty Images
 
 
Enxague de verdade
"Não adianta cumprir as etapas e descuidar do enxague", alerta o cabelereiro Gennaro Preite. Os resíduos de cosméticos abrem precedentes para o ressecamento e eletricidade dos fios. Na hora de secar os cabelos use a toalha para absorver a água com o cuidado para não esfregar com violência para não reabrir as cutículas dos fios, que já receberam nutrientes na lavagem.
 
 Secador - Foto: Getty Images
 
Secador liberado
Ele é permitido, mas procure mantê-lo entre 15 a 30 centímetros de distância da cabeça. "O jato de ar deve ser regulado na temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, para não estimular a oleosidade do couro cabeludo e piorar a descamação dos fios", diz a dermatologista Flávia Addor. 

Fonte: Minha Vida